40% das mães interrompem amamentação antes da hora

Nutricionista Eveline Duarte, do quadro Mamãe Gentil, do Esporte Espetacular, ensina truques de amamentação


A indicação da OMS é amamentação exclusiva até os seis meses de vida. A partir daí, os pais podem começar a introdução de outros alimentos no cardápio junto ao aleitamento materno, que continua até os dois anos.

Um estudo publicado na versão online do Pediatrics revelou que grande parte das mães inclui alimentos sólidos na dieta dos filhos antes do tempo recomendado pelos médicos. Os pais apontam inúmeros motivos, como o fato de seu filho parecer estar com fome, para não manter a amamentação como única fonte de energia para o bebê.

A nutricionista Eveline Duarte, especializada em nutrição materno infantil, reconhece que amamentar para muitas mulheres pode ser um problema. Por isso, ela resolveu apostar em um serviço especializado para ajudar as mães durante esse processo. Apelidado gentilmente de Coaching da amamentação, a profissional oferece um serviço personalizado aonde vai até a casa da paciente e ensina dicas.

“A amamentação é um período de muitas dificuldades e dúvidas para a mulher. Vou até a casa da gestante e dou informações e dicas de como amamentar de forma prazerosa e com sucesso no aleitamento exclusivo sem uso de complementos. Ajudo a mãe que já está amamentando e está vivenciando momentos de dúvidas e desconfortos. Observo a mamada pra identificar problemas e traçarmos métodos de como prosseguir nesse momento”, explica a nutricionista.

Para ajudar, Eveline separou algumas perguntas e respostas mais frequentes feitas pelas mães. Confira:

1. Mães que estão grávidas, amamentando ou querem engravidar podem consumir suplementos para malhar? Por que?

Não tem nenhuma comprovação científica de que os suplementos para melhorar performance na atividade física são seguros e recomendados para esse grupo de mulheres, por isso, melhor ficar longe da suplementação nessa fase e partir para os alimentos.

2. Quais as vantagens e importância do aleitamento?

VANTAGENS PARA A MÃE
Aumenta os laços afetivos;
Amamentar logo que o bebê nasce diminui o sangramento da mãe após o parto;
Contração uterina – faz o útero voltar mais rápido ao normal.
Diminui o risco de câncer de mama e ovários;
É um método natural!

VANTAGENS PARA O BEBÊ
Alimento completo;
Proteção contra infecções e alergias – 1° vacina
Diminui obesidade futura;
Bom para a dentição e a fala;
Bom para o desenvolvimento infantil.

3. Qual a influência da dieta da mãe na composição do leite?

Assim como na gestação, no aleitamento, a mãe precisa manter uma alimentação focada em nutrientes! A composição do leite materno será determinada pela quantidade de ingestão.
A única forma de aumentar o volume de leite da mãe é o consumo de água e o bebê sugando corretamente.

4. Quais alimentos devem ser evitados e quais estão liberados?

A alimentação balanceada, sem excessos e sem álcool é a recomendada para a mãe que amamenta.

5. Existem alguns mitos sobre comer chocolate, feijão, verduras verdes e outros alimentos que dão gases no bebê. A alimentação da mãe realmente influência nos gases (cólica) do bebê?

Não se tem dados científicos de que os alimentos que a mãe ingira tenham influencia nas cólicas dos bebês. O sistema digestório do bebê ainda está em maturação, o intestino ainda não faz os movimentos de forma regular por imaturidade do sistema nervoso central e é preciso esperar o tempo de cada bebê para que essa adaptação intestinal aconteça. A entrada de ar ao amamentar também é um motivo de desconforto do bebê. Quanto maior contato com o bebê, mais ele vai se acalmar no momento da dor.

6. Existe um tempo entre cada mamada?

Não existe um tempo específico que os bebês espacem as mamadas, por isso, o ideal é a livre demanda até que o bebê se adapte aos horários que são bem individuais. Sabe-se que esse intervalo comece a acontecer de 2 a 4h.

7. Cuidados com as mamas / Como evitar fissuras e dor?

Não usar cremes, pomadas, sabão ou sabonete nos mamilos;
Não manipular muito as mamas durante a gestação;
Banho de sol nas mamas de 10 a 15 minutos sem roupa;
Massagens circulares antes e depois de cada mamada para facilitar a ejeção de leite e não formar nódulo;
Fazer sempre as posições corretas;
Observar a pega “peixinho” para que não fissurar a mama;
Passar sempre um pouco do próprio leite após a mamada, assim evita e trata pequenas fissuras;
Evitar roupas que abafem as mamas, o leite sai naturalmente e pode aumentar a contaminação por um ambiente propício (temperatura ideal e umidade).

8. Existe uma postura adequadas para amamentar? Qual? A mãe pode amamentar deitada?

A posição tradicional para amamentar, em que a mãe está sentada, numa poltrona confortável de preferência com braços e uma pequena banqueta para apoio dos pés. Utilizar um travesseiro para apoiar o braço e o bebê de tal maneira que este fique na altura da mama. O corpo do bebê deverá estar de encontro ao da mãe, barriga com barriga.
A mãe está sentada e o bebê é colocado por baixo do braço da mãe;
A mãe está sentada e o bebê é colocado sentado, com as perninhas abertas ou encolhidas em uma das pernas da mãe;
A mãe está deitada de lado na cama e o bebê é deitado de lado e de frente para a mãe. A posição deitada não é a mais recomendada por uma questão de segurança, a mãe pode dormir e ficar por cima do bebê, ou então, o bebê regurgitar e bronco aspirar sem que a mãe perceba.

9. Na volta ao trabalho, como armazenar corretamente o leite?

A ordenha do leite materno poderá ser feito de duas maneiras: manual ou com bombas apropriadas.
Para ordenhar:
Lavar bem as mãos e as mamas com água e sabão neutro;
Colocar o leite ordenhado em um frasco com tampa, esterilizado.
Estoque:
Na geladeira – validade de 12 horas
No congelador – validade de 15 dias
O degelo do leite deverá ser na prateleira da geladeira e o aquecimento em banho-maria com temperatura de 36°C com fogo desligado. Não é aconselhável descongelar o leite em micro-ondas.
O ideal é que esse leite ordenhado seja oferecido no copo do bebê na ausência da mãe.

10. Dicas para não parar a amamentação mesmo trabalhando:

Estocar o leite materno um mês antes da volta ao trabalho, e amamentar antes de sair de casa.

11. Fórmulas infantis / bom ou ruim para o bebê?

As fórmulas infantis foram desenvolvidas para suprir necessidades especificas de uma mãe que não possa amamentar, por isso, não podem ser banalizadas e usadas por qualquer motivo que tenha solução de reversão. São composições diferentes, o leite materno e a fórmula, que tem mais proteínas e mais carboidratos, mais aditivos químicos e além de serem mais alergênicas por serem de leite de vaca.
O aleitamento é a melhor opção e o melhor alimento para os bebês. Toda mãe que amamenta precisa de ajuda e incentivo para seguir um bom aleitamento.

Sobre tricoatres (577 Artigos)
Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!