8 ações simples e econômicas para causar impacto na decoração

Mais do que mudar as cores ou personalizar objetos, a arquiteta Letícia Bowoniuk dá dicas de ações durante a execução

decoração, casa, faça você mesmo Crédito: Pinterest

A cada dia que passa mais pessoas estão se arriscando no décor e aderindo ao “do it yourself”, ou seja, “faça você mesmo”. Para ornamentos e pequenas alterações na decoração, essa possibilidade não traz nenhum risco ao projeto e serve de complemento. Mas para evitar imprevistos, a arquiteta Letícia Bowoniuk, da LBW Arquitetura & Interiores, reuniu oito dicas para quem está em processo de obra ou reforma e busca soluções simples. As ações descritas pela profissional trazem economia e funcionalidade para a decoração, porém não podem ser feitas por conta, e exigem a supervisão de um especialista. Confira:

Pisos: A escolha do revestimento depende da atividade que será exercida no local. De maneira geral, o piso é um fator determinante do projeto e não deve passar batido, nem ser escolhido por aparência, mas sim pela usabilidade e manutenção. Cimento queimado tem sido a escolha de diversos empreendimentos com maior porte e realmente é bastante prático.

Teto: Rebaixamento de forro para inserir iluminação é um tipo de ação sempre útil, pela importância do projeto luminotécnico. O ideal é fazer um estudo por cima do forro, pois ele pode transformar o ambiente com o jogo de luzes. E vale tanto para um pé direito mais alto quanto mais baixo.

Paredes: Um ponto de referência pode ser um painel de tijolo de 15 cm de espessura com tubulação interna e revestimento de porcelanato (poderia ser um papel de parede ou uma pintura comum). O custo é baixo se comparado a um painel de madeira, e sua vantagem é maior flexibilidade para instalar a televisão (de vários tamanhos) e não traz transtornos de obra, pois é uma mudança decorativa, mas exige mão de obra técnica (marcenaria). “Esse painel é para quem não quer usar um painel tradicional de madeira no home, e pode ser utilizado como revestimentos de pedras, e até porcelanatos de vários estilos. Sugiro usar uma base de tijolos de revestimento e tubos para fazer a conexão de redes elétricas”, explica a arquiteta.

Mobiliário: É cada vez mais usual fazer um móvel sob medida e acrescentar peças soltas como poltronas, sofás, cadeiras, luminárias de pé, elementos fundamentais para um projeto bem executado.

Iluminação: É o carro chefe de um projeto personalizado, faz cores e objetos serem realçados e enobrece o ambiente. Não deve ser tratado como detalhe também e sim bem planejado. Toda informação é importante prever, até mesmo espaço para o tipo de lâmpada a ser usada e localização das tomadas, por exemplo.

Ornamentação: Artefatos de decoração normalmente seguem o gosto do cliente, mas a harmonia deve ser palavra de ordem, especialmente se for o caso de combinar peças pré-existentes com novas aquisições. “É importante saber exatamente o que se quer e as necessidades, para reproduzir os desejos. Porém, ao projetar um ambiente novo, é preciso ter cautela. Cabe ao arquiteto cuidar do conceito, onde o ideal é que a decoração seja feita de uma só vez, e não aos poucos, pois cores e composições mudam constantemente e deixam os estilos em conflito. Acho muito importante nessa etapa a participação assídua do cliente, para que a casa tenha a cara do dono”, ressalta Letícia.

Paisagismo: Caso o projeto permita a aplicação da técnica, é importante que tenha efeito natural e esbelto. Quando se fala em natureza é importante atentar para questões de sustentabilidade e a área permeável. O paisagismo também pode ser utilizado em sacadas e varandas com o intuito de deixar o ambiente “zen”.

Reforma: Vale o investimento se o ambiente ou o espaço tiver potencial. Depois de uma análise no local é possível verificar se a funcionalidade dos ambientes compromete alguns outros espaços. Por exemplo, quando a cozinha for o coração da casa, ela deve ficar por último no processo de reformulação. Os ambientes de difícil locomoção e com maior fluxo também devem ficar para o final.   

Sobre tricoatres (571 Artigos)
<p>Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!</p>