Agora eu Vou Ficar Bonita estreia em outubro no SESC Bom Retiro

Com roteiro de Drauzio Varella e Regina Braga e direção de Isabel Teixeira a peça conta ainda com elenco composto por Regina e o cantor Celso Sim


Agora Eu Vou Ficar Bonita é um espetáculo cênico musical sobre a arte de envelhecer contado através de poesias e músicas que falam das alegrias, dores, esperanças, incertezas e medos que todos sentem ao tomar consciência do processo de envelhecimento, independente da idade. Com músicas de grandes nomes das raízes do nosso samba, o roteiro do espetáculo é de Drauzio Varella e Regina Braga , a direção geral de Isabel Teixeira, a direção de arte de Simone Mina e a direção musical de Bia Paes Lemes. Além de assinar o roteiro junto com Drauzio, Regina atua ao lado de Celso Sim.  O início da temporada é dia 2 de outubro no Sesc Bom Retiro e fica em cartaz até dia 08 de novembro.

O projeto coloca no palco a atriz Regina Braga e o cantor Celso Sim e músicos. Para Regina esse espetáculo é um projeto pessoal e antigo.  “A ideia de juntar sambas, poemas e textos me persegue faz tempo.”, declara Regina Braga. O repertório musical terá sambas clássicos como “Degraus da Vida” de Nelson Cavaquinho; “Anjo Moreno” de Candeia e “ Que sejam bem vindos”, de Cartola.

A montagem está estruturada num formato que intercala canções e quadros cênicos, utilizando-se de uma dramaturgia construída a partir de recursos do gênero teatral épico, que possibilita efeitos cênicos importantes para o espetáculo, a exemplo do “trânsito poético” entre a execução musical e a interpretação teatral.

A inspiração para o espetáculo veio de um presente que o médico Drauzio Varella ganhou de um amigo, o livro “The Art Of Growing Older” do professor de literatura da Universidade de Chicago, Wayne Booth. O escritor coletou reflexões de diversos pensadores sobre o impacto que o envelhecer provoca no espírito humano. A partir daí, Drauzio e Regina resolveram encarar o desafio da criação de um roteiro que através de canções e textos retratasse as perdas e os ganhos trazidos pelo envelhecer, contradições que nos acompanham pela vida inteira. Sobre o roteiro Drauzio destaca o processo de envelhecer sem levar em conta as idades nem os preconceitos que cercam o tema. “Nós selecionamos poesias, textos e músicas que se referem aos diversos aspectos desse tema: frustração, lamentações, comemorações, alegria, experiência e sabedoria. Procuramos a voz dos poetas, dos escritores e dos músicos para criar uma imagem caleidoscópica da arte de viver.”, afirma ele.

Já Regina acredita que falar sobre o envelhecer não é falar sobre o envelhecimento. “O envelhecer começa na hora em que a gente nasce. O Drauzio disse que não, que começa antes, na concepção, porque a gestação já é um envelhecimento. Aí eu acho que foi uma coincidência enorme. Então o Celso e eu começamos a colecionar sambas que falassem desse tema: do tempo, da passagem do tempo, de como a gente percebe a passagem do tempo na nossa vida. Então eu acho que foi a qualidade desse material que me inspirou.”, afirma ela.

O nome do talentoso Celso Sim – cantor, compositor, cineasta e diretor – surgiu nesse processo de roteirização. Para ele fazer parte desse projeto é uma experiência única. “Trabalhar com Regina Braga é ser parceiro de um mestre que é amigo; é festejar o trabalho e trabalhar a festa; é correr o maior risco de todos, que é se apaixonar!”, declara ele.

Isabel Teixeira foi convidada para assumir a direção cênica, Simone Mina para a direção de arte e Bia Paes Leme para a direção musical. Para Isabel a peça pode ser considerada um espetáculo que dá continuidade à pesquisa iniciada por Regina Braga em Totatiando, realizado a partir de canções de Luiz Tatit com Zélia Duncan como intérprete. “Em Agora eu Vou Ficar Bonita esse processo de entrelaçar canções e poemas dá continuidade à linguagem iniciada por Regina. Criar uma dramaturgia para esse espetáculo-canção através da costura entre poemas e sambas foi o maior desafio. Porém, a pertinência do caminho apresentado por Drauzio Varela no roteiro fez com que o desenvolvimento cênico se apresentasse de imediato. Vale ressaltar que esta é a primeira vez que Regina Braga e Celso Sim dividem a cena. Porém, o alto nível da troca entre os dois faz com que tenhamos a sensação de que trabalham juntos há muitos anos.”, afirma ela.

Sinopse

Quando Carlos Drummond escreve: “Sinto que o tempo abate sobre mim sua mão pesada”, Nelson Cavaquinho lamenta: “Sei que estou no último degrau da vida, meu amor”, Mario Quintana diz: “Todas as horas são horas extremas”, Alvaiade canta: “O mundo passa por mim todos os dias, enquanto eu passo pelo mundo uma vez” ou Herminio Bello de Carvalho fala: “Não sou eu quem me navega, quem me navega é o mar”, entendemos que escritores e poetas conseguem exprimir nossos sentimentos mais íntimos em linguagem carregada de significado.

Agora Eu Vou Ficar Bonita é um espetáculo sobre o envelhecer através de textos literários, poesias e músicas que falam das alegrias, dores, esperanças, incertezas e medos que todos nós sentimos ao tomar consciência de que estamos mais velhos, tenhamos vinte e cinco, quarenta ou oitenta anos.

Agora em Vou Ficar Bonita

Serviço:

De 02 de outubro à 08 de novembro. Sábado, às 19h e domingo, às 18h.

Livre. De R$9,00 a R$30,00.

Local: Teatro – Sesc Bom Retiro

Al. Nothmann,185 – Campos Elíseos.

Duração: 90 minutos

Estacionamento próprio: R$4,00 e R$8,00.

Acessibilidade: Entrada com acesso para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Tel: (11) 3332-3600

 

Sobre tricoatres (577 Artigos)
Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!