As Faces de Orion

Com 13 obras, expostas de 14 a 26 de maio, o artista resgata a técnica do spray para homenagear os encontros que a rua lhe proporcionou em seus mais de 22 anos de arte urbana

exposição, graffiti, spray, intervenção urbana

No dia 14 de maio a Luis Maluf Art Gallery recebe a exposição MEMO do artista plástico Alexandre Orion. Conhecido por projetos de grande escala e alcance, Orion segue trabalhando em intervenções monumentais, dentro e fora do país. No entanto, simultaneamente, sentia a necessidade de organizar seu repertório acumulado nos últimos anos.

E encontrou nos retratos de sua “memória inventada” a melhor maneira de fazê-lo. A exposição que representa As Faces de Orion, conta com 13 obras, ficará na galeria até dia 26 de maio e poderá ser conferida de terça a sábado, das 11h00 às 18h00. 

MEMO resgata a técnica de pintura empregada por Orion no início de sua atividade artística, quando andava pelas ruas da cidade com a mochila carregada de sprays. Nessas caminhadas à derive o jovem artista procurava não apenas muros, mas histórias. E essas histórias são o principal resgate de suas pinturas. Elas são, como Orion as chama, “autorretratos coletivos” dos inúmeros encontros que a rua lhe proporcionou. São a memória intersubjetiva do rosto, do outro como espelho de troca em que o artista reflete suas vivências na rua.

Orion elenca imagens de sua lembrança e as coloca em prática com os limites que o artifício do spray, rápido, desafiador e expressivo, lhe permite conceber. Artista e retratado são um só. “MEMO é também um jeito maloqueiro de dizer ‘mesmo’. Porque, ainda que os retratos sejam tão diferentes entre si, eu me reconheço e me construo em cada um deles…”, destaca ele.

Fazendo uso de apenas uma cor, sem sobreposições, ajustes ou correções, Orion obtém um efeito surpreendente com sua pintura e celebra sua experiência artística, sua habilidade técnica adquirida ao longo de mais de 22 anos, mas principalmente sua vivência e os encontros que construíram sua jornada até aqui. “Cada pintura é uma homenagem. É um jeito de tornar presente minha gratidão”, afirma o artista.

SERVIÇO: EXPOSIÇÃO “MEMO”

Quando: 14 a 26 de maio de 2015
Horário: Terça a sábado: 11h às 18h
Onde: Rua Peixoto Gomide, 1887 T: 11 99344-4238 http://www.luismaluf.com/
Quanto: Gratuito

Sobre o artista

ALEXANDRE ORION

Nasceu em 1978 e é artista multimídia, sua atividade artística teve ínicio em 1992 sob influência da cultura urbana e do universo do graffiti.

Em pouco tempo, Orion se destacou do movimento do qual fazia parte e passou a interagir com a cidade de uma maneira muito singular. Nas palavras do artista ”a cidade é carregada de significados”. É exatamente com esses significados, muitas vezes sutis, que o artista trabalha, pesquisando técnicas e explorando o que a cidade oculta, interagindo com os passantes, criando embates com o poder público e tornando os parte de sua obra artística. 

Orion realizou exposições individuais nas principais capitais do mundo. No Brasil suas obras foram exibidas em espaços como Centro Cultural Banco do Brasil, Itaú Cultural, Centro Cultural da Caixa e Pinacoteca do Estado de São Paulo. Tem entrevistas e textos publicados em mais de 10 línguas e nos principais veículos de imprensa do mundo. Realizou exposições e possui obras nos acervos da Fondation Cartier Pour L’Art Contemporain, em Paris, da Pinacoteca do Estado de São Paulo, do Centrum Beeldende Kunst de Rotterdam, do Itaú Cultural, do Deustche Bank e do Mad Museum ambos em Nova York, do Milwaukee Museum, da fundação Padre Anchieta, do Nelson Atkins Museum, do Spencer Museum of Art, entre outros.

Sobre tricoatres (577 Artigos)
Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!