Existe fórmula para o casamento dar certo?

Muitos casais que têm um ótimo relacionamento acabam não dando certo após o casamento


Hoje é comum vermos que, muitas vezes, o “felizes para sempre” não dura muito tempo, né? Muitos casais se dão muito bem durante o período de namoro, alguns ficam juntos por anos até resolverem juntar as escovas de dente, mas alguns deles acabam terminando o relacionamento pouco tempo depois do casamento. E, segundo a psicanalista, Dra. Taty Ades, isso acontece por diversos motivos, mas a falta de individualidade, de espaço e as pressões cotidianas acabam contribuindo para a vida conjunta se tornar um martírio para algumas pessoas.

 “O casamento deve ser baseado numa relação de troca para dar certo. E essa troca deve ser honesta e sempre persistente, não é fácil a construção de um amor saudável, mas é muito gratificante poder todos os dias doar e receber, compartilhar, sentir que há crescimento interior e paz, tudo isso sem nunca perder a sua individualidade”, afirma a psicanalista Dra. Taty Ades.

Porém, essa não é uma tarefa fácil de cumprir, mas a dica é que para manter o espaço depois do casamento é preciso saber respeitar a própria individualidade, isto quer dizer que a pessoa continuará sendo um ser inteiro com gostos próprios e limites, mas que junto a outra pessoa irá construir e iniciar um processo de troca.

Outro alerta é para tomar cuidado com os próprios limites, pois, muitas pessoas passam dos limites pessoais para agradar os parceiros e isso é um erro enorme. Uma pessoa nunca deve ir além de seu limite para agradar o parceiro, isso só trará caos e frustração no relacionamento. Por isso, um casal que se ama de verdade, respeita o limite do outro, compreende que não deve exigir mais do que é possível dar e aceita isso com serenidade. Ultrapassar os limites do outro por egoísmo próprio é uma forma de jogo e não de amor real.

 E as conseqüências desses atos são terríveis, pois, não estão ligadas apenas ao término do casamento, mas também a própria pessoa. “Perda de autoestima, sensação de frustração, raiva ou sentimentos de insegurança frente ao outro, podem ser sintomas de que a pessoa precisa mudar de vida, de atitudes e talvez até procurar uma ajuda com terapeutas e psicanalistas”, completa a Dra. Taty Ades.

Sobre tricoatres (571 Artigos)
<p>Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!</p>