Gloria Pires desafia seus colegas de trabalho em nova cena de Nise – O Coração da Loucura


Durante uma exposição do Setor de Terapia Ocupacional, Nise da Silveira (Gloria Pires) apresenta para seus colegas a evolução de seus pacientes após o tratamento no ateliê de arte do Hospital Pedro II. Conhecidos por usar os mesmos métodos destrutivos que Nise repudiava, os doutores questionam a eficácia do tratamento proposto por ela, provocando uma resposta brilhante da doutora. “O meu instrumento é o pincel. O seu é o picador de gelo”, afirma Nise em alusão ao instrumento usado nos primórdios da lobotomia. Este confronto faz parte do filme “Nise – O Coração da Loucura”, de Roberto Berliner, que estreia em 21 de abril. A cena do embate acaba de ser divulgada e pode ser conferida no link.

Produzido pela TvZero, “Nise – O Coração da Loucura” traz Gloria Pires interpretando a alagoana que mudou o rumo da psiquiatria brasileira. O filme faz um recorte da vida de Nise explorando a revolução realizada por ela no Hospital Psiquiátrico Pedro II no Rio de Janeiro e que ecoou pelo resto do país, abolindo tratamentos violentos e destrutivos, como a lobotomia e o eletrochoque. Nise da Silveira foi pioneira no uso da terapia ocupacional através de um ateliê de pintura e um tratamento baseado no afeto e no convívio com animais domésticos, métodos revolucionários que são referência até hoje.

Filmado durante dois meses no Instituto Nise da Silveira no Engenho de Dentro, local onde ficava o Hospital Psiquiátrico Pedro II, “Nise – O Coração da Loucura” retrata o trabalho da doutora com seus “clientes” através da arte e do afeto. Coproduzido pelo canal GNT e distribuído pela Imagem Filmes, o longa já recebeu diversos prêmios, incluindo Melhor Filme e Melhor Atriz pelo Júri Oficial do Festival de Tóquio 2015, e Melhor Filme pelo Júri Popular do Festival do Rio 2015.

Sobre tricoatres (560 Artigos)
Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!