O casamento dos sonhos sem entrar no vermelho


A um passo do altar, muitos casais entram em desespero para realizar, sem gastar muito, a festa dos seus sonhos. Em tempos de crise, a angustia é maior ainda por conta do dinheiro curto, dos juros altos e do aumento nos preços de produtos e serviços. No entanto, é possível ter a tão desejada cerimônia com um bom planejamento financeiro.

De acordo com o diretor de Marketing e Relacionamento da Sorocred, Wilson Justo, o primeiro passo é estipular a verba que será usada. “É preciso saber quanto o casal pode gastar neste dia especial. O ideal é montar uma planilha com todos os custos do casamento e, baseado nisso, delimitar a quantia a ser usada para cada um deles, conforme o orçamento dos noivos”, explica.

Com a verba definida, é necessário começar a pesquisa de preços. O indicado é ter ao menos três orçamentos distintos para verificar qual é o mais vantajoso na relação custo X benefício. Alguns fatores, porém, devem ser levados em conta nesta escolha. O horário da cerimônia, por exemplo, pode impactar para mais ou para menos no valor total do casamento, bem como as despesas com iluminação, serviço de fotografia e filmagem, opções do buffet, viagens de lua de mel, etc.

Segundo Justo, o casal tem de aproveitar este momento para controlar os impulsos para não entrar no vermelho. “A economia com o casamento passa por todas as fases, mas é nas pesquisas de preços que é possível evitar gastos desnecessários deixando alguns anseios de lado e, mesmo assim, ter a festa perfeita”, observa.

Um detalhe que passa quase despercebido, mas que faz toda a diferença no final das contas, é escolher a melhor forma de pagamento das despesas do casamento. “Como nem sempre é possível ter todo o dinheiro de uma só vez, o casal deve ser estratégico e separar o que será pago à vista que, em geral, envolve bons descontos, de outras contas. As despesas maiores podem ser pagas de forma parcelada com o cartão de crédito”, aconselha o executivo. 

O segredo para o bom uso do cartão de crédito está na organização. “O ideal é evitar a tentação do pagamento mínimo ou rotativo e ter muita atenção à data de corte, quando acontece o fechamento da fatura. Conhecer este mecanismo ajuda no planejamento financeiro do casal, bem como a realizar o casamento dos sonhos sem entrar no vermelho”.  

Sobre tricoatres (577 Artigos)
Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!