Dicas de como cuidar da beleza durante a gestação

saúde, gestação, gravidez, amamentação

Durante a gestação, é comum aparecer manchas no rosto conhecidas como melasma.  Fatores como mudanças hormonais, exposição solar e predisposição genética contribuem para seu surgimento. Alguns cuidados com a beleza durante a gestação são importantes. O tratamento deve ser feito com acompanhamento de um dermatologista, utilizando-se produtos com potencias clareadores à base de ácido azeláico, vitamina C e ácido glicólico em baixas concentrações. Durante a gestação e a amamentação não podem ser usados produtos à base de ácido retinóico e seus derivados.

“O filtro solar é fundamental na gestação, e o ideal é o filtro físico, que funciona como uma barreira na pele capaz de refletir a radiação ultravioleta, e de preferência que contenha cor de base, pois além de proteger mais, ainda serve de camuflagem pela cor. Além disso, não esquecer de usar os outros tipos de proteção, como chapéus, bonés e óculos”, explica a dermatologista Caroline Assed Saad, especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Devido ao aumento da progesterona,  pode haver o surgimento de acne durante a gravidez que também pode ser  tratada com o ácido azeláico, a nicotinamida, e a clindamicina tópica, sempre com orientação do dermatologista, além de ser recomendada a realização de limpeza da pele regulamente, com o intuito de cuidar da beleza durante a gestação.

As tão temidas estrias também podem se agravar durante a gestação devido, principalmente, à fragmentação do colágeno causado pelo estiramento da pele. Normalmente elas aparecem no final da gestação, mas a SBD enfatiza que a predisposição individual a ter estrias é o principal fator contribuinte para sua formação. Hidratar a pele regulamente, com produtos específicos e indicados pelo dermatologista contribui para a melhora do aspecto geral da pele.

Embora durante a gestação os cabelos caiam menos, após o nascimento do bebê pode ocorrer uma queda fisiológica de aproximadamente 30% dos fios de cabelo. “Essa queda de cabelo costuma durar seis meses em média, e se a mulher não tiver predisposição genética para evolução de calvície, tudo voltará ao normal após esse prazo”, explica a Dra. Caroline. 

Sobre tricoatres (571 Artigos)
<p>Três mulheres tricotando sobre o universo feminino. Uma mãe, uma indecisa na vida e o último elo dessa tríade venusiana: uma jovem baladeira!</p>